“Se7e por Almada” nova exposição na Galeria de Arte Urbana

Pantónio
    No Domingo passado inaugurou a exposição de arte urbana “se7e por Almada” dedicada à comemoração dos 120 anos do nascimento de Almada Negreiros. Os sete artistas convidados pela Galeria de Arte Urbana (GAU), para reinterpretarem a obra de Almada, foram: Fidel Évora, João Samina, Mário Belém, Miguel Januário, Pantónio, Pedro Batista e Tamara Alves. Os painéis podem ser vistos ao longo da Calçada da Glória e no Largo da Oliveirinha.
Mário Belém
    A inauguração decorreu num ambiente descontraído, acompanhado de música, onde estiveram presentes as netas do artista. Para além, da apresentação pública das obras por cada um dos artista (excepto Pantónio, Miguel Januário e Mário Belém), foi dado a conhecer um programa ambicioso de homenagem a Almada Negreiros, que inclui espetáculos de teatro, performances, colóquios, edições de livros, criação de obras de arte pública, entre outras iniciativas.
 
 
   Miguel Januário foi um dos setes artistas que melhor captou a essência da obra de Almada, através da integração de alguns elementos plásticos que caracterizam a obra do artista, e os termos mais conhecidos do famoso Manifesto Anti-Dantas. É o caso do fato que Almada vestiu para a célebre conferência Futurista, da imagem da “mão” juntamente com o termo “PIM”, que pontua todo o manifesto e da frase “Abaixo a Geração”. Este trabalho a preto e branco transmite, também, a força do caráter de Almada, um homem conhecido pela postura interventiva, provocadora, criativa e polémica.
 
João Samina
Tamara Alves
   
   
                                                                         
Pedro Baptista
Fidel Évora
 

Tags: , ,

Os comentários estão fechados.